Home 5 coisas para não fazer no seu treino de bíceps!
| por Marketing | Nenhum comentário

5 coisas para não fazer no seu treino de bíceps!

Entenda os erros mais comuns e a forma de evitá-los.

 

O maior foco da grande maioria dos iniciantes, o músculo do bíceps, o desenvolvimento desse músculo pode ser realizado por diferentes formas de treino, os erros nos treinos de bíceps são muito comuns.

Agora vamos apresentar algumas das principais armadilhas sobre o treino de bíceps e dicas para evitar os erros mais comuns e ter muito mais sucesso no seu ganho de massa.

3 exercícios para diminuir o risco de lesões no frio

As 5 dicas para fazer seu treino de bíceps.

 

1 – Pouca variedade de exercícios.

 

Apesar de o bíceps ser um músculo simples que pode ser trabalhado quase que exclusivamente através de exercícios de rosca, isso não significa que este deve ser a única categoria de exercícios da rotina de treinos.

É importante incluir exercícios variados na rotina para desenvolver outras partes do bíceps, desta forma o músculo pode ter uma variação maior, abaixo alguns exemplos de treinos:

Barra fixa com pegada supinada
Rosca direta de arraste (drag curl)
Rosca martelo com corda na pólia.

 

Existem muitas outras opções que você pode incluir na diversificação do seu treino, lembre sempre de consultar um profissional para melhores resultados e mais saúde na sua rotina de treinos.

 

2 – Fazer poucas ou muitas repetições.

Desenvolver uma rotina sólida de treinos com disciplina é algo muito simples de ser dito, porém, é um pouco mais complexo para ser feito, para o seu treino o ideal é manter um equilíbrio entre repetições e cargas, nem muito, nem pouco, tudo depende da avaliação da carga para cada pessoa.

 

A quantidade ideal de repetições para hipertrofia é de 8-12 repetições por série. Apenas tome cuidado para não diminuir muito a carga e aumentar exageradamente o número de repetições, lembre-se, calma e atenção na execução do exercício é primordial para atingir um bom resultado.

 

3 – Não manter o cotovelo fixo

Este é um erro que até mesmo os mais experientes acabam cometendo durante o treino de bíceps: exagerar na amplitude do movimento. A risca é um movimento que necessita de uma única articulação, mas se você elevar os cotovelos enquanto levanta o peso, ele se torna um exercício multiarticular.

O foco é manter o cotovelo parado e foco no músculo do bíceps, caso seja necessário diminua a carga e lembre-se é importante realizar a execução da volta de forma lenta!

5 treinos de bíceps

4 – Balançar o corpo

Balançar o corpo durante as repetições é sinal de que você não está executando o exercício de forma correta ou está com uma carga inadequada.

Uma forma de correção é realizar as repetições sentado em um barco. Encoste as suas costas no encosto do banco, deixando-as totalmente apoiadas e eretas durante o exercício.

 

5 – Usar somente um tipo de pegada

Embora pareça natural levantar um peso ou uma barra com a pegada supinada, nem todos os músculos flexores do braço são devidamente trabalhados com as mãos nessa posição.

Quando a pegada é pronada ou então neutra, o músculo braquial e o músculo braquiorradial entram em ação e passam a ser fortalecidos.

Diversificar na pegada na execução dos exercícios é uma forma de trabalhar melhor o músculo.

Agora com todas essas dicas basta começar seu treino!

Diz ai o que achou do conteúdo?

Deixe uma resposta